Pudins de Chia, Aveia e Canela para o Pequeno Almoço



Coisas simples e frescas para os pequenos almoços, para ir variando e para tornar diferente a minha refeição favorita do dia.
Nunca tinha experimentado os pudins de chia - apesar de já ter feito uma espécie de iogurtes de chia, com fruta e leite de coco - e estava curiosa.
A preparação é bastante simples e eu pessoalmente gostei dos resultados e é uma excelente maneira para variar os laticícinios e os iogurtes pela manhã.
Espero que se atrevam a experimentar.

Ingredientes para 6 “pudins”

1 litro de leite (ou leite vegetal - usei bebida bio de aveia)
120g de sementes de chia
1 colher de sopa de essência de baunilha (opcional)
1 colher de chá de canela em pó
Fruta para servir

Preparação:

Numa taça misture o leite a canela, a baunilha e as sementes de chia e envolva bem.
Divida a mistura por 6 copos ou taças e leve ao frigorífico para as sementes hidratarem e incharem, dando então a consistência de “pudim”. Convém ir mexendo de vez em quando os pudins nas taças, para as sementes de chia não assentarem no fundo e o pudim ficar uniforme.
Ao fim de algumas horas - os pudins estão prontos.
Antes de servir, basta colocar fruta a gosto, um pouco de canela e até sementes ou frutos secos e servir.


Bom Apetite!

Panquecas de Cacau e Mel com Ananás Caramelizado


Por aqui a vontade de cozinhar anda um bocadinho em baixo. Talvez seja do calor e por andarmos mais numa de churrascos e sardinhadas, talvez seja porque o tempo das férias se aproxima, ou apenas porque tem havido muitas refeições fora de casa... O que é certo é que as receitas por aqui andam muito simples, nos habituais clássicos de sempre, entre o arroz de peixe que os miúdos adoram, ou o frango assado, e as saladas variadas, coloridas e frescas.
Mas entretanto o fim de semana é sempre tempo de uns pequenos almoços mais cuidados e reforçados, e hoje há uma receita de panquecas perfeita dias vagarosos e até para as férias!

Ingredientes para 2 pessoas:

2 ovos
2 colheres de sopa de cacau em pó
1 colher de sopa (rasa) de fermento em pó
6 colheres de sopa de polvilho doce (podem trocar por farinha)
1 colher de sopa bem cheia de mel 

Ananás caramelizado
2 fatias de ananás cortado em cubinhos
1 colher de sopa bem cheia de mel

Preparação:

Numa taça bata os ovos com o cacau, o fermento, o mel e o polvilho ou farinha. Bata bem até obter uma massa homogénea.
Leve uma frigideira anti-aderente ao lume e deixe aquecer bem. Coloque colherada de massas (eu não gosto de fazer as panquecas muito grandes e esta massa deu-me para cerca de 10 panquecas com cerca de 12cm) e deixe começar a formar bolhinhas de um dos lados. Vire depois as panquecas e deixe cozinhar do outro lado. Repita até esgotar a massa.
Coloque depois o mel na frigideira quente e acrescente o ananás em cubos. Deixe cozinhar até o ananás estar caramelizado.
Sirva as panquecas com o ananás.


Bom Apetite!

Pataniscas de Feijão Verde


Eu adoro “Peixinhos da Horta”. As vagens de feijão verde cozidas inteiras e depois passadas por polme e fritas. Adoro como petisco nos jantares de tapas, e gosto de acompanhar com uma maionese ou molho tártaro. Há até uma história familiar acerca de “peixinhos da horta”. Uma vez a minha avó tinha feito para o jantar, e assim que o meu pai chegou a casa eu fui a correr dizer-lhe que o jantar eram bolinhos de cobra fritos!
Mas além dos “peixinhos da horta”, gosto também muito de pataniscas de feijão verde, que são também uma excelente maneira de aproveitar as sobras de algum bocadinho de feijão verde cozido, e que acabam a render mais do que os peixinhos da horta.
Esta é a minha versão, que acabou com mais algumas coisas em almoço leve nestes dias de calor.

Ingredientes para cerca de 8 pataniscas

100g de feij\ao verde cozido
1 ovo
4 colheres de sopa de farinha (podem usar farinha normal, ou qualquer outra farinha a vosso gosto, como farinha integral, de espelta, polvilho, farinha de mandioca...)
50ml de água (ou um bocadinho mais)
sal e pimenta q.b.
azeite para fritar

Preparação:

Com uma faca corte o feijão verde em pequenos pedaços. Reserve.
Numa taça coloque o ovo, a farinha e a água. Tempere de sal e pimenta e misture bem. Se achar que a mistura está muito grossa, junte mais um bocadinho de água. Envolva o feijão verde.
Leve uma frigideira anti aderente ao lume com um fundo de azeite e deixe aquecer bem.
Frite colheradas de massa até que fique dourada. Vire e deixe fritar do outro lado. Repita até esgotar toda a massa.
Escorra em papel absorvente e sirva como acompanhamento ou prato principal.


Bom Apetite!

Delícia de Maçã e Canela (receita também em vídeo)


É uma daquelas receitas antigas, que se faz quase sem recurso a receita, e aproveitando o que se tem por casa. Neste caso para aproveitar umas maçãs e, apesar de não parecer pode transformar-se numa sobremsa para dias de calor acompanhada de uma bola de gelado ou de sorbet.
Mais uma vez há também o video para ajudar na tarefa de cozinhar e para mostrar como a receita é tão simples de fazer, que é ideal para iniciarem os mais novos na cozinha, principalmente agora que as férias estão aí, e aprender a cozinhar pode sempre ser uma maneira de preencher o tempo livre.
Espero que gostem!



Ingredientes:

3 ovos
50g de manteiga derretida
6 maçãs descascadas e cortados em laminas finas (usei uma mandolina)
100g de açúcar mascavado
300ml de leite (podem usar qualquer tipo de leite ou leite vegetal)
canela q.b.

Preparação:

Num pirex ou prato de forno coloque a maçã em camadas. Entre as camadas polvilhe com o açúcar mascavado e com canela em pó
Bata depois os ovos com o leite e a manteiga derretida e verta sobre as maçãs. Termine com um pouco mais de canela e com o restante açúcar.
Leve a cozinhar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 30 minutos, ou até estar cozinhado.
Sirva frio ou morno. 


Bom Apetite!

Popsicles de Pêssego


Longe vão os anos em que os avós tinham quilos e quilos de pêssegos, e da minha cozinha nasciam inúmeras receitas e as habituais compotas para conseguir utilizar os pêssegos, para além de todos aqueles que dávamos aos amigos e conhecidos.
Já não há os pêssegos dos avós, mas há amigos queridos, como a Joana e o Nuno, que me têm trazido pêssegos que quase sabem aos pêssegos dos avós. Ontem, o Nuno volta a tocar-me à campainha e lá me oferece mais uns quilos de pêssegos... Se já andava com vontade de fazer uns geladinhos de pêssegos, foi desta que os fiz mesmo. Aproveitei aqueles que vinham tocados, pisados e bicados dos passarinhos e com apenas um pouco de água e açúcar, lá saíram uns gelados refrescantes para todos, saborosos e que nos ajudam a combater estes dias de tanto calor.

Ingredientes para 12 gelados:

600g de pêssego descascado e cortado em pedaços
75g de açúcar de coco ou mascavado
300ml de água
100g de iogurte natural 

Preparação:

Leve a água e o açúcar ao lume e deixe levantar fervura e o açúcar dissolver.
Entretanto triture 400g de pêssego até ficar em polpa, e misture à calda de açúcar. Misture também o iogurte e bata com uma vara de arames ate ficar bem incorporado.
Corte depois o restante pêssego em pequenos pedaços, e misture no preparado anterior.
Coloque depois a mistura em moldes de gelados - popsicles - e leve ao congelador algumas horas, ou de um dia para o outro, até que fiquem firmes.
Desenforme e sirva.

Bom Apetite!



Salada de Tomate Coração com Mozarella e Manjericão


Com o calor que se tem feito sentir nos últimos tempos, não há nada que nos saiba melhor do que refeições mais frescas e leves.
Aqui por casa não tem sido excepção. Coisa leves e frescas, porque até os miúdos andam a comer menos e, como é obvio, também sofrem com este calor. Tanto calor que nem temos comido no jardim, porque, mesmo à noite está demasiado quente...
Entretanto viemos das nossas mini férias no algarve com uns deliciosos tomates coração de boi na bagagem, que tínhamos comprado no mercado, e com mais umas pequenas coisas foram um fresca e delicioso salada que quase foi a nossa refeição principal ao jantar - acompanhado por uns bifes grelhados!

Ingredientes para 2 pessoas:

1 bola de mozarella fresca
1 pernada de manjericão fresco
1 tomate coração de boi (tinha mais de 300g)
2 colheres de sopa de molho pesto caseiro (desta receita que partilhei aqui: http://economiacadecasa.blogspot.pt/2016/11/presentes-de-comer-pesto-e-chilli-oil.html)
azeite q.b.
flor de sal q.b.
1 colher de sopa de vinagre balsâmico

Preparação:

Lave e corte o tomate em fatias. Corte também a mozarella fresca. Alternadamente coloque fatias de mozarella e tomate com as folhas de manjericão fresco.
Disponha por cima da salada o molho pesto, e regue depois com o azeite, flor de sal e o vinagre balsâmico.
Está pronta a servir como entrada ou acompanhamento.


Bom Apetite!

Hamburgueres caseiros de Frango e Legumes Salteados


Já aqui falei algumas vezes que, desde que descobri - há uns anos,  no local onde habitualmente compro a carne - que faziam hamburgueres ao mesmo tempo que picam a carne por nós escolhida, deixei praticamente de fazer os hamburgueres em casa. (Se os hamburgueres forem de carne de porco ou vaca)
No entanto com os hamburgueres de frango ou peru é diferente. A maioria dos locais/talhos não terem máquina própria para picar carne de aves, muito menos os faz na hora com a carne por nós escolhida. E a maioria dos hamburgueres que se compram já prontos, têm outras coisas duvidosas misturadas além da carne e dos temperos... É por isso que acabo sempre a fazer em casa os hamburgueres de aves.
Entretanto, “chegaram” os meus frangos caseiros, e é preciso tratar deles. Como são grandes e cá em casa ninguém é muito apreciados do peito se o frango for assado ou estufado, opto sempre por retirar os peitos e apoveitar para outras refeições: em bifes para panar ou nuggtes, tirinhas para strogonoff, e desta vez decidi picar a carne para fazer uns hamburgueres caseiros. E aproveitei também para dar uso a um novo gadjet de cozinha para formar os hamburgueres (da tupperware). 
Na verdade não há mesmo nada como fazer em casa. Os hamburgueres ficaram deliciosos e foram mesmo simples de preparar.
E acompanhei com uns legumes salteados “limpa frigorífico” que ficaram coloridos e deliciosos de maneira que também têm direito a aparecer!

Ingredientes para 4 hamburgueres:

2 peitos de frango (usei  peito de frango caseiro, mas podem usar do campo ou outro qualquer)
1 colher de chá de alho em pó
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.

Para os legumes:

8 espargos verdes
10 cogumelos
3 pimentos mini (usei 1 vermelho e 2 laranja)
1 dente de alho
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Corte o peito de frango em tiras e depois em pequenos pedaços. Vá cortando com a faca até ter mesmo pedaços pequenos, e depois coloque no robot de cozinha ou picadora e dê apenas uma ou duas voltas (ou uns segundos). (Eu acabo a fazer o processo assim, porque se colocar tudo no robot ou picadora a carne fica uma massa e a textura dos hamburgueres fica estranha. Depois de muitas tentativas, para mim, a melhor textura é primeiro picar com a faca e depois colocar rapidamente no robot.)
Coloque a carne numa taça e tempere de sal, pimenta e com o alho em pó, Misture bem para envolver.
Divida depois a carne em 4 bolas iguais, e molde-as em 4 hamburgueres do mesmo tamanho e da mesma espessura. (Para as moldar usei um gadjet próprio da tupperware - e depois coloquei nas caixinhas próprias que fazem parte do equipamento, mas podem perfeitamente fazer à mão ou usar um aro de culinária).
Entretanto pique o dente de alho e depois de lavados lamine os cogumelos. Retire a parte fibrosa dos espargos e corte-os em pedaços. Retire as sementes ao pimento e corte-os em tiras do mesmo tamanho.
Leve ao lume uma frigideira anti aderente com um pouco de azeite e acrescente o alho picado. Junte depois os cogumelos, pimentos e espargos e deixe saltear. Tempere de sal e pimenta a gosto e deixe cozinhar até os legumes estarem macios por dentro mas ainda um pouco crocantes.
Ao mesmo tempo aqueça um grelhador ou chapa e pincele com um pouco de azeite. Cozinhe os hamburgueres de frango de de modo a que não fiquem rosados por dentro, mas ainda fiquem suculentos.
Sirva os hamburgueres com os legumes salteados e acompanhe com uma salada verde, umas batatas fritas ou um pouco de arroz.


Bom Apetite!

Salada Quente de Couve flor e Cenoura com Rúcula, Queijo e Frutos Secos (receita também em video)


Sabem-me bem estas saladas diferentes. Gosto muito de ir variando naquilo que vamos comendo. Gosto de experimentar receitas novas e tendências novas.
A couve flor, agora vira arroz e couscous, e aqui por casa também se vai experimentando. Esta serviu de refeição principal, assim mesmo (também tinha ficado bem com um ovo escalfado ou estrelado), mas é um acompanhamento que me parece que fique muito bem com os nossos churrascos de verão. É também simpática para levar na marmita, para piqueniques, e para comer na praia.
Claro que podem ir variando os ingredientes ou juntar os da vossa preferência, até ficarem com a combinação que mais gostam.
Mas principalmente não tenham medo de arriscar. De variar das batatas, arroz ou massa. De “inventar” versões mais vegetarianas ou complementadas com salmão fumado, ovo, camarão cozido ou até sobras de frango no churrasco.
No essencial não tenham medo de experimentar novos legumes e de variarem a vossa alimentação.
(E há também um video, para verem como é mesmo simples de preparar, e que não tem nada que enganar!)
E aproveitem o fim de semana da melhor maneira!



Ingredientes para (4 pessoas como acompanhamento, para 2 como refeição):

200g de couve flor
1 cenoura
2 mãos cheias de folhas de rúcula
2 colheres de sopa de passas
2 colheres de sopa e frutos secos grosseiramente picados (avelãs, amêndoas, nozes)
75g de queijo (usei brie)
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Sem cozinhar previamente, coloque a couve flor partida em pedaços, assim como a cenoura, no robot de cozinha e triture até obter uma espécie de migalhas grossas - atenção para não ficar demasiado picado.
Leve ao lume numa frigideira com um pouco de azeite e acrescente a mistura de couve flor e cenoura e envolva bem, deixando cozinhar em lume brando. Tempere com sal e pimenta a gosto e deixe cozinhar até que fique macio, mas sem se começar a desfazer. Junte depois os frutos secos e as passas e envolva bem.
Numa tala coloque a rúcula e o queijo partido em pedaços. Junte depois a mistura de couve flor, cenoura e frutos secos e envolva bem.
Sirva de imediato. Pode servir de acompanhamento ou prato principal.


Bom Apetite!

Feijão Verde Estufado com Ovo Escalfado


Nada melhor do que poder ir aproveitar o bom tempo e passar uns dias fora de casa. No entanto é preciso gastar o que está no frigorífico. Ainda feijão verde do cabaz da semana e, juntamente com uns ovos das minhas galinhas, um almoço leve e simpático para estes dias. Aproveita-se também para fazer uns “muffins” de ovo para acabar outras pequenas coisas que andam pelo frigorífico: azeitonas, espinafres, pimento assado e fiambre de frango, que vão servir para outra refeição ligeira, ou até para uns pequenos almoços.
Tudo coisas rápidas e leves, cheias de legumes e vegetais que agora há tanta fartura, de tantas cores, sabores e texturas.
E além disso, outra maneira de preparar o feijão verde que, cá em casa acaba maioritariamente na sopa ou cozido como acompanhamento! E já agora, há sugestões para o feijão verde? (Não vale dizer peixinhos da horta que são das minhas coisas favoritas com feijão verde!)

Ingredientes para 2 pessoas:

300g de feijão verde
2 ovos
100g de tomate cereja
4 fatias finas de presunto
2 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Prepare o feijão verde retirando as pontas, o fio (se tiver) e cortando-o ao meio.
Descasque os dentes de alho e leve-os a alourar numa frigideira juntamente com um pouco de azeite e o presunto cortado em pedacinhos. Acrescente depois os tomates abertos ao meio e deixe estufar dois ou três minutos.
Junte depois o feijão verde, tempere de sal e pimenta e envolva bem no refogado, acrescentando um bocadinho de água e fechando a figideira com uma tampa para que o feijão verde cozinhe e fique macio, cerca de 15 minutos.
Ao fim desse tempo abra os ovos lá para dentro, feche novamente a frigideira e deixe cozinhar até que os ovos fiquem a seu gosto.
Acompanhe com arroz ou sirva com uma salada verde.


Bom Apetite!

Taças de Fruta e Iogurte


Dos dias quentes. Dos miúdos que ainda acordam mais cedo, mas dormem menos bem porque estão meio constipados, com tosse e ranho. De acordar, abrir as persianas e ver o céu azul. De ir para a cozinha e ter o sol a inundar a divisão, e pensar que precisamos de começar o dia com muita cor e vitaminas. De aproveitar os pêssegos que ainda ontem nos deram, o abacate que está a começar a ficar maduro demais e os mirtilos que ainda ontem chegaram.
E em minutos temos um pequeno almoço diferente, que ainda chama mais o sol e o calor.
E dois miúdos pequenos com quem partilhamos esta taça cheia de coisas boas!
Bom dia Alegria!

Ingredientes para 1 pessoa:

1 pêssego
1/2 banana pequena
1/2 abacate pequeno e maduro
100g de iogurte grego natural sem açúcar
1 colher de sopa de sementes de girassol
1 mão cheia de mirtilos
3 morangos
canela q.b.

Preparação:

Descasque o pêssego e corte-o em pedaços. Junte a meia banana e 1/4 do abacate e triture com a varinha mágica até obter uma mistura homogénea.
Numa taça coloque o iogurte e depois o puré de frutas.
Cubra com os mirtilos, o restante abacate cortado em rodelas, os morangos em pedaços e polvilhe com as sementes de girassol e com a canela.
Sirva de imediato.


Bom Apetite!

Bifes de Atum Grelhados com Legumes no Forno e Batatinhas


Começar a semana com peixe. Desta vez bifes de atum, que invariavelmente me lembram das férias a sul.
E finalmente saber que consigo cozinhar uns bifes de atum grelhados que fiquem suculentos, e não se “embrulhem” na boca. Ficou tudo delicioso e até os meus rapazinhos comeram e repetiram! 
E continuar a pensar nesta semana mais curta - para nós só com 3 dias - e com mais umas mini férias para aproveitar o sol e a família.
Hoje estamos assim!

(E muito obrigada a todos os que estiveram no workshop de ontem. Foi realmente muito divertido e uma manhã muito bem passada! E obrigada à Carla e à Baking Day por ser sempre tão boa anfitriã!)


Ingredientes para 4 pessoas:

400g de bife de atum
1 courgete
1 cebola 
1 cenoura
20 cogumelos
3 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
8 batatinhas novas com casca

Preparação:

Prepare os legumes. Lave a courgete e corte-a em cubos pequenos. Descasque a cenoura e corte-a também em cubos. Depois de limpos, corte os cogumelos em quartos, e corte a cebola em meias luas.
Coloque todos os legumes num prato que vá ao forno e regue com um fio de azeite, dois dentes de alho picados, sal e pimenta. Envolva bem e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC até que os legumes estejam macios.
Lave também as batatas e corte-as ao meio. Coloque em outro recipiente, tempere de sal pimenta, azeite e com o dente de alho picada e leve a cozinhar no forno juntamente com os legumes ate que as batatas fiquem macias e douradas.
Quando os legumes estiverem prontos, trate dos bifes de atum: tempere-os de sal e um fio de azeite e deixe aquecer bem uma grelha no fogão. Cozinhe depois os bifes de atum apenas alguns minutos de ambos os lados. Os bifes devem ainda permanecer rosados no seu interior para não ficarem secos, mas sim suculentos!
Sirva os bifes de atum com os legumes e as batatinhas polvilhados com um pouco de salsa picada.


Bom Apetite!

Queques de Banana e Aveia com Mirtilos


Cá em casa. com os miúdos é assim. Numa fase comem bananas como se não houvesse amanhã, noutra fase nem as querem ver. E lá acabam as bananas congeladas para batidos ou smothies, ou em bolos e pães de banana.
Desta vez eram só duas e estavam mesmo para ir parar ao congelador quando me lembrei de fazer uns queques, numa versão mais amiga dos miúdos cá de casa.
Juntei mirtilos porque os meus filhos adoram, mas se preferirem podem não colocar, ou juntar mais umas rodelas de banana.
Ficaram deliciosos e desaparecerem em 24 horas, sendo que o pai e a mãe também comeram, e o Zé pediu-me logo para guardar um para levar para o lanche da piscina!
Simples de preparar e muito saborosos!
Espero que gostem!

Ingredientes para 6 queques:

2 bananas maduras
4 colheres de sopa bem cheias de flocos de aveia
1 colher de sopa bem cheia  de pasta de tâmaras (tâmaras previamente demolhadas e depois trituradas com a varinha mágica)
1 colher de sopa de óleo de coco ou azeite
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de fermento
mirtilos q.b.

Preparação:

Coloque as bananas cortadas em rodelas, a aveia, a canela, a pasta de tâmaras, o óleo de coco numa taça e triture com a varinha mágica até obter uma mistura homogénea. Junte depois o fermento em pó e envolva bem.
Divida depois a mistura por 6 forminhas de queques, previamente forradas com forminhas de papel frisado, e por cima disponha os mirtilos.
Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 25 minutos ou até os queques estarem cozinhados.
Retire e deixe arrefecer.


Bom  Apetite!

Mousse de Requeijão e Mel com Amêndoas


Às vezes perguntam-me se gosto mais de fazer doces ou salgados. Nunca sei responder a esta questão. 
Tenho uma maior facilidade em “inventar” as receitas de todos os dias, muitas vezes de forma a aproveitar da melhor maneira o que tenho me casa, ou mesmo porque qiando vou às compras lembro-me de determinada combinação que quero fazer, apenas por ver o que me apetece comprar.
Com os doces o caso é diferente. Acabo sempre a inventar menos, ou a contar com combinações mais clássicas e receitas base, para depois adaptar a  partir daí.
Esta mousse foi uma invenção, mas inspirada numa mousse de requeijão com feijoca que comi num restaurante em Manteigas. Como gosto imenso de requeijão, achei que valia a pena adaptar a combinação de requeijão e mel numa mousse.  
Deixo-vos então a receita, com poucos ingredientes e muito rápida de preparar. E com video para, quanto mais não seja, aprenderem a fazer o crocante de amêndoas para colocarem sobre a mousse, e que lhe dá um toque final muito agradável!



Ingredientes para 4 pessoas: 

100ml de natas frescas
75g de requeijão
2 colheres de sopa de mel
50g de açúcar 
50g de amêndoas

Preparação:

Comece por colocar uma frigideira ao lume com o açúcar, e deixe-o caramelizar.
Coloque as amêndoas no tapete de silicone, e verta sobre elas o açúcar em caramelo, deixando depois arrefecer e solidificar.  
Entretanto com um garfo esmague bem o requeijão com o mel. 
Bata as natas até ficarem firmes e incorpore suavemente o preparado de requeijão com as natas. Divida a mistura por quatro tacinhas ou copinhos e coloque no frigorífico.
Pique grosseiramente o caramelo de amêndoas com um almofariz ou num robot de cozinha e, antes de servir polvilhe generosamente sobre a mousse.
Sirva de imediato.


Bom Apetite!

Salada Quente de Legumes com Atum e Ovo


Há algo de maravilhoso em receber um cabaz de fruta e legumes. Se há algo que tenho aprendido é de casa vez mais adaptar as minhas refeições e os acompanhamentos às frutas e aos legumes da época. E isto também acontece porque cada vez menos compro fruta e legumes em supermercados e tento, ainda mais, consumir o que é da época. Claro que já o fazia no tempo em que os avós todas as semanas me traziam coisas da sua quintinha, mas acho que agora sou ainda mais cuidadosa com isso, porque quase que deixei de comprar legumes que não estejam na época. Sendo assim, a primeira vez que o meu cabaz semanal de fruta e legumes (da Dona Rosa, que já aqui falei tantas vezes e que sou absolutamente fã) trouxe feijão verde e courgetes, foi uma animação, e teve de haver uma receita simples para fazer sobressair estes legumes de final de primavera e início de verão!
E que tal uma espécie de salada russa, mas que na verdade é uma salda quente, com legumes salteados num pouco de azeite em vez de cozidos.
A acompanhar um pouco de atum, ovo das minhas galinhas - que têm a sorte de comer as nossas aparas de frutas e legumes, e ainda as nossas “sobras” - e um almoço rápido e a saber a verão.

ÚLTIMAS VAGAS - No dia 11 de Junho, pelas 10h, um novo workshop, desta vez em Coimbra, na Baking Day, mesmo ao lado do Coimbrashopping, e com o tema: "Receitas Frescas para Dias de Sol". Para mais informações e inscrições em bakingday@hotmail.com.

Ingredientes para 2 pessoas:

1 courgete pequena
200g de feijão verde
2 cenouras
1/2 cebola
2 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
2 ovos cozidos
2 latas de atum em azeite

Preparação:

Comece por preparar os legumes. Arranje o feijão verde e corte-o em pedaços pequenos - se tiver fio, tenho o cuidado de o retirar primeiro. Descasque as cenouras e corte-as em cubinhos, e faça o mesmo à courgete. Reserve.
Pique depois a cebola e os dentes de alho e leve a alourar num pouco de azeite numa frigideira. Acrescente depois os legumes e tempere-os com um pouco de sal e pimenta. Tape a frigideira com uma tampa, e regule o lume para o mínimo. Se necessário acrescente ou bocadinho de água para que os legumes não sequem. Deixe os legumes saltearem até que fiquem macios, mas sem líquido - normalmente o líquido que os legumes vão libertando é suficiente para os saltear.
Assim que os legumes estejam cozinhados, envolva uma das latas de atum e coloque a mistura num prato ou travessa.
Por cima disponha o restante atum e os ovos cozidos abertos ao meio.


Bom Apetite!

Bacalhau com Alho Francês, Batata Doce e Natas


O desperdício alimentar é algo que realmente me incomoda, e já aqui falei algumas vezes nessa questão. Todas as semana faço algum trabalho de “gestão” alimentar, de forma a não comprar em excesso (nem em falta) e de conseguir usar as eventuais sobras e restinhos que há pelo frigorífico.
Em semanas de “pós-workshops”, costuma sempre haver extras para gastar no frigorífico. Ou sobras de legumes, fruta ou de alguma carne ou peixe, queijos, ou natas. Não muita quantidade, porque também por aí faço uma gestão de não comprar mais do que o necessário para as receitas e número de participantes, mas há sempre sobras a necessitarem de serem gastas.
Foi por isso que este bacalhau deixou de ser uma espécie de bacalhau à brás, para se tornar numa espécie de bacalhau com natas, porque havia uma embalagem de natas frescas no último dia da sua validade, e pelo sim pelo não houve mudança de ementa.
Por aqui ninguém de arrependeu, porque ficou bastante bem. E um dia não são dias. (Vá e as batatas foram feitas no forno e não são fritas!)
Nada como todas as semanas tirar tudo para fora do frigorífico para melhor analisar o que está a necessitar de ser consumido em primeiro lugar. Digam-me que não sou só eu com este cuidado!


ÚLTIMAS VAGAS - No dia 11 de Junho, pelas 10h, um novo workshop, desta vez em Coimbra, na Baking Day, mesmo ao lado do Coimbrashopping, e com o tema: "Receitas Frescas para Dias de Sol". Para mais informações e inscrições em bakingday@hotmail.com

Ingredientes para 4 pessoas:

500g de migas de bacalhau previamente demolhadas (ou das congeladas)
4 batatas doce médias
sal e pimenta q.b.
2 dentes de alho
azeite q.b.
2 alhos franceses
200ml de natas frescas ou creme fraiche

Preparação:

Descasque as batatas e corte-as em cubos não muito grandes. Coloque-as num tabuleiro forrado com papel vegetal, numa só camada, e tempere com um pouco de sal e regue com um pouco de azeite (eu gosto de usar o azeite em spray).
Leve as batatas a assar em forno previamente aquecido a 180ºC com ventilação, e deixe-as cozinhar até que fiquem macias por dentro e crocantes por fora.
Entretanto corte o alho francês em rodelas finas e lave-o bem para libertar toda a areia que possam ter. 
Leve depois uma frigideira ao lume com um pouco de azeite e acrescente os dentes de alho laminados e o alho francês e deixe refogar até ficar macio. Junte depois o bacalhau bem escorrido e deixe estufar juntamente com o alho francês. Retifique de sal e tempere com um pouco de pimenta.
Depois de as batatas estarem cozinhadas envolva-as na mistura de bacalhau, e acrescente duas ou três colheres de sopa das natas e envolva bem.
Coloque depois a mistura num prato que possa ir ao forno e por cima coloque as restantes natas.
Leve depois ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 20 minutos apenas para dourar a superfície.
Sirva acompanhada por feijão verde cozido!


Bom Apetite!

Crepes de Espinafres com Queijo Creme, Salmão Fumado e Abacate


Muito obrigada a todos os que puderam estar presentes ontem na Feira do Livro de Coimbra, e que de alguma forma vieram ter comigo para conversar um bocadinho. Gosto sempre de poder estar convosco, sejam já conhecidos ou não!
De resto foi um fim de semana mais calmo que o habitual, com tempo para estar com os miíúdos e de volta de coisas de casa. Foi pena o tempo não estar no seu melhor, mas mesmo assim ainda conseguimos estar no jardim, apesar do vento fresco, e ainda aproveitar para uns grelhados no carvão.
Entretanto o ano continua a passar a correr. Já estamos em Junho, e não tarda as férias estão aí. Metade do ano já está quase passado. Acreditam nisto?!?!
O que nunca muda é o tempo passado na cozinha. Desta vez a experimentar uns crepes de espinafres - tão lindos e verdinhos! - com salmão fumado que tanto eu como o Miguel gostamos bastante e que fazem uma simpática e leve refeição para dias de sol.

ÚLTIMAS VAGAS - No dia 11 de Junho, pelas 10h, um novo workshop, desta vez em Coimbra, na Baking Day, mesmo ao lado do Coimbrashopping, e com o tema: "Receitas Frescas para Dias de Sol". Para mais informações e inscrições em bakingday@hotmail.com

Ingredientes para 2 pessoas:

Para os crepes:
(adaptados de uma receita da "Mamã Paleo")

50g de espinafres frescos em folha
2 ovos
2 colheres de sopa de farinha (usei farinha de linhaça, mas podem usar outra à vossa escolha)
sal e pimenta q.b.
1 colher de sopa de azeite

Recheio:
1/2 abacate
75g de queijo creme
100g de salmão fumado

Preparação:

No robot de cozinha, liquidificadora ou copo da varinha mágica coloque os espinafres e triture bem até obter um líquido verde. Junte depois os ovos, a farinha, o azeite e um pouco de sal e pimenta e triture novamente até obter uma espécie de massa.
Leve uma frigideira anti aderente ao lume e deixe aquecer. Junte um pouco de azeite e coloque um pouco de massa espalhando bem na frigideira. Deixe cozinhar de um lado e vire cuidadosamente para cozinhar do outro.
Repita até esgotar a massa, e o que dará para cerca de 4 crepes.
Depois de cozinhados espalhe sobre cada crepe uma camada de queijo creme, salmão fumada e fatias finas de abacate. 
Dobre os crepes a gosto e sirva com uma salada verde.


Bom Apetite!

Imprimir